canoa dos carijós

CANOAS DOS CARIJÓS

Conta-nos Hans Staden: “No pais há uma espécie de arvores que se chama, Yga Ivera ( igá ibira pau de canoa ) , cuja casca (pyrêra) eles desprendem de cima até em baixo, fazendo uma armação especial ao redor da arvore para tira-la inteira. Depois, tomam a casca e levam da serra até o mar, aquecem no fogo, dobram-na para diante e por de traz e lhe amarram dois paus atravessados no centro para que não achate, e fazem assim uma canoa, na qual cabem 30 pessoas, para ir a guerra. A casca tem a grossura de um dedo polegar, certamente 4 pés de largura e 40 pés de comprimento; algumas mais longas e outras mais curtas. Nelas remam depressa e navegam tão longe quanto querem. Quando o mar está bravo puxam as canoas para a terra até o tempo ficar bom. Vão mais de duas milhas ( a milha alemã tem 7.408 metros ) mar a fora; mas ao longo da terra navegam muito longe “

http://www.velhobruxo.tns.ufsc.br/Dcindio.html

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: