art. 206 e outros apontamentos avulsos sobre música e cinema.

[ter] 10 de outubro de 2017

das notas do dia…

#1 consciência de si… é preciso, de vez em quando fugir.

mudei [ou mantive – depende do ponto de vista] os planos, ou mesmo, adequei-os, as necessidades do dia. como o horário não mudou essa semana, como era esperado, eu mesmo mudei e faltei. dia de ato, dia de ruptura… de desobediência.

#2 conexões aleatórias e sem sentido.

me enrolo. me atraso. não me faço poema.” relendo essa frase hoje, me lançou direto para essa música aqui >> Saulo Fernandes e Paulinho Moska – Não Precisa Mudar

#3 ainda aguardando a valorização…

Art. 206. O ensino será ministrado com base nos seguintes princípios:
I – igualdade de condições para o acesso e permanência na escola;
II – liberdade de aprender, ensinar, pesquisar e divulgar o pensamento, a arte e o saber;
III – pluralismo de idéias e de concepções pedagógicas, e coexistência de instituições públicas e privadas de ensino;
IV – gratuidade do ensino público em estabelecimentos oficiais;
V – valorização dos profissionais do ensino, garantido, na forma da lei, plano de carreira para o magistério público, com piso salarial profissional e ingresso exclusivamente por concurso público de provas e títulos, assegurado regime jurídico único para todas as instituições mantidas pela União;
V – valorização dos profissionais do ensino, garantidos, na forma da lei, planos de carreira para o magistério público, com piso salarial profissional e ingresso exclusivamente por concurso público de provas e títulos; (Redação dada pela Emenda Constitucional nº 19, de 1998)
V – valorização dos profissionais da educação escolar, garantidos, na forma da lei, planos de carreira, com ingresso exclusivamente por concurso público de provas e títulos, aos das redes públicas; (Redação dada pela Emenda Constitucional nº 53, de 2006)
VI – gestão democrática do ensino público, na forma da lei;
VII – garantia de padrão de qualidade.
VIII – piso salarial profissional nacional para os profissionais da educação escolar pública, nos termos de lei federal. (Incluído pela Emenda Constitucional nº 53, de 2006)
Parágrafo único. A lei disporá sobre as categorias de trabalhadores considerados profissionais da educação básica e sobre a fixação de prazo para a elaboração ou adequação de seus planos de carreira, no âmbito da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios. (Incluído pela Emenda Constitucional nº 53, de 2006)

 #4 trilha de fundo…

Liniker – Fim de Festa (Itamar Assumpção)

Ivan Lins – Deixa eu dizer ( Modo Livre, 1974).

Fim de Festa – Naná Vasconcelos e Itamar Assumpção

esse último vídeo com edição de Carol Mira, com fragmentos dos seguintes filmes:

Filmes em ordem de aparição: “Regen” – Joris Ivens (1929) “Limite” – Mario Peixoto (1931) “Emak-bakia” – Man Ray (1926) “La coquille et le clergyman” – Germaine Dulac (1926) “At land” – Maya Deren (1944) “Sunrise” – Murnau (1927) “L’Etoile de Mer” – Man Ray (1928) “Romance Sentimentale” – Aleksandrov e Eisenstein (1930)

#5 outras coisas…

Joris Ivens -> A chuva – Joris Ivens (Holanda – 1929); Joris Ivens – De Brug (The Bridge, 1928); Limite Mário Peixoto(Brasil – 1931); Não me Incomode ou Emak Bakia – Man Ray (1926)… O resto deixo pra quinta-feira…

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: