o carnaval acabou. fevereiro acabou

[ter] 28 de fevereiro de 2017

o carnaval acabou. fevereiro acabou.

e eu cansei…

agora é dormir, descansar os pés.

que a quarta-feira de cinzas… será longa e terá trabalho docente.

mas antes que o mundo ali na frente chegue…

fiz o meu último (e único) poema desse carnaval

eu sou o homem que passou no tempo
a pés ligeiros me demorei anos
errei tantas vezes e mais vezes
e noutras apenas fui versos ao avesso, de improviso.

eu sou o homem que passou no tempo
em alguns momentos parei basbaque, sem rima
e mirei o mundo como um velho monumento
noutras flanei desmotando-me das dez mil coisas necessárias…

eu sou o homem que passou no tempo
das gravatas floridas, das casas amarelas,
das flores vermelhas, das pequenas grandes coisas da vida
e inesquecíveis – uma lágrima negra, um amor não vivido.

eu sou o homem que passou no tempo
entre mergulhos em amores agridoces,
e ressacas que dilaceram as víceras
e desnorteam qualquer cabeça, um bobo dessa corte.

eu sou o homem que passou no tempo
e as vezes grito pra não esquecer a minha loucura
noutras emudeço a tormenta que sou por dentro
e sendo assim, sou o que passou, um passista do carnaval que acabou.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: