in a sentimental mood e o exercício à mulher amuada

[dom] 8 de maio de 2016

exercício à mulher amuada

amuada,
tua boca romã
narra em silêncio
a distância
dos meus lábios mudos.

amuada,
teu olhar noir,
distraído,
contrasta co’a
tua língua árabe intocada.

amuada,
metade do mundo é negra
como nossos pelos cacheados,
a outra metade é triste
com’a solidão em nossa pele.

Vai-se meu corachón de mib:
ai, Rab, si se me tornard?
Tan mal me dóled li’l-habib;
Enfermo yed, quando sunarád?*
(Lírica dos Moçárabes, 1040)

jarcha 9

tema de fundo:

%d blogueiros gostam disto: