vá! se arranque da minha janela.

[sex] 15 de abril de 2016

dor de cabeça.

não é enxaqueca…

é tensional.

tudo anda pesado.

meu velho é um inferno.

vontade de cantar um pouco…

para todas essas coisas desgostosas

do peito e da cabeça

dissiparem pela vibração

de minhas cordas vocais

tão desafinadas…

elas, e essa vida.

uma canção daquelas aleatórias que me vez parar e apertar o repeat – ‘bora que é só essa que eu vou ouvir pela resto da tarde enquanto preparo as coisas para as aulas de logo mais:

Vagabundo não é fácil // Composição: Galvão – Moraes Moreira // Se eu não tivesse com afta até faria uma serenata pra ela. Que veio cair de morar em cima da minha janela. / De cima deitada, acordada, sentada na cama, espantando os mosquitos. Enquanto eu faço um remédio da minha cabeça. / Misturando mel de abelha, com bicarbonato de sódio. Só pra deixar a garganta em dia, cobrindo sua surdez e porque já somos pessoas sem ódio. / E no mais, tudo na mais perfeita paz. Sendo que eu assumo isso mesmo quando se diz que já acabou, ainda quero morrer de amor. / Vá! Se arranque da minha janela. Assim é tomar a frente do Sol. Tá pensando que tudo é futebol? / Ao menos leve uma certeza, você me deixa doído. Mas só não me deixará doido, porque isso sou, isso já sou.

%d blogueiros gostam disto: