exercício em movimento

[seg] 4 de abril de 2016

pedra sobre pedra / palavra após palavra / algumas são postas pelas mãos / outras estão ali antes da história // pelo caminho da vida / por vezes tão veloz / noutras lentamente / observando o tempo / no bebe sonolento / que se rende, entregue / indefeso ao deus do sono / ou na criança ligeira / que se desprende do real / e percorre a viva arte de deliberar / ou na mulher que sorri para o vidro / ou simula o sorriso não sorrido em plena escada / pronta para partir / ou nos humanos que se amontoam em vagões enlatados / na juventude que se beija alheia / ao mundo estranho / no muro pichado que nos demarca / enquanto propriedade de algo e/ou alguém / ou mesmo neste poema esvaziando-se  / que disfarça o que se sente… / essa obscura capacidade de ainda ser gente / ou na coleira do cão que o asfixia em plena corrida… ou no hábito das pessoas que pintam os cabelos / que raspam os pelos / que adormecem entre outras gentes / que não esperam mais / quando isto é em vão.

pedra sobre pedra / palavra após palavra / a vida segue sua lavra / no labirinto dos corpos e mentes / sentidos em movimento / registro do efêmero / tão permanente

 

ingleses do rio vermelho, fpolis.

%d blogueiros gostam disto: