warhol, basquiat e abe lincoln

[sex] 1 de janeiro de 2016

dois fragmentos do documentário visto warhol, basquiat and me – a primeira e a última frase. e um excerto de um seriado, citando abraham lincoln.

e que o ano comece…

«não tenho memória. cada dia é um novo dia, pois não me lembro do dia anterior. e cada minuto é como o primeiro minuto da minha vida. tento lembrar, mas não consigo. por isso casei com meu gravador. por isso ando com pessoas que tem mente de gravador.» Andy Warhol, 1978.

«alguns críticos me chamam de ‘o nada me pessoa’, e isso não ajudou minha noção de existência. então percebi que a existência em si não é nada, e me senti melhor. mas continuo obcecado com a ideia de me olhar no espelho e não ver ninguém. nada.» Andy Warhol, sem data.

e

«as empresas tem sido entronizadas e uma era de corrupção nos lugares mais altos se seguirá. o poder monetário do país se esforçará para prolongar o seu reinado, manipulando os preconceitos do povo, até que toda a riqueza esteja agregada nas mãos de poucos e a república esteja destruída.» Abraham Lincoln

%d blogueiros gostam disto: