palabras más, palabras menos.

[qua] 24 de junho de 2015

primeiro ponto. são quase três horas da tarde e eu não quero fazer. o quê? fazer nada do que tenho por fazer… eu não quero corrigir as atividades, não quero preparar aulas… não quero ir para escola (ps: e é só quarta-feira ainda). eu não quero fazer nada. não quero ver ninguém. não quero pensar em nada. quero só ficar aqui sem fazer tudo que eu tenho que fazer. estou cheio antes mesmo de começar. a lista de coisas é gigantesca… são os compromissos extra-aula, por em dia as aulas, os projetos, as pessoas… mas calma, respira… as coisas estão ai e você vai ter que encará-las… não adianta esconder-se.

e é tempo demais falando e pouco fazendo.

eu quero ir no fam. eu quero ir no cinema…

eu tenho que arrumar a bicicleta e pedalar… sozinho e/ou com izabel.

e eu preciso urgente de herva mate (porque é mais forte e mais amarga que as ervas de cá)…

precisa acordar cedo (e só de lembrar que amanhã serei obrigado… já penso eu não acordar cedo). preciso acordar… agir… mas…

orra… como parir dói: o processo criativo é angustiante.

e para ouvir melhor noutro momento, por agora segue como som de fundo:

ps: e a livraria cultura disse que o meu PANCPANC está a vir pelo correio.

 

 

 

 

 

+

+

+

+

+

+

PS FINAL: QUE VONTADE FODIDA DE BERRAR…

 

%d blogueiros gostam disto: