what’s going on

[qui] 26 de fevereiro de 2015

17h15. hoje estou lento. vontade de coisas práticas. vontade de não pensar. limpei o que podia limpar na casa… e até agora enrolo-me para mexer nos papéis. o único compromisso inadiável são as três entradas em sala para repetir a mesma aula. estou no piloto automático.

ontem, no começo do dia estava animado. no final da noite… meio triste e cansado.

hoje, acordei – ou melhor, para ser preciso, fui acordado – duas vezes bem no meio da parte mais gostosa do sonho. no primeiro momento era meu primo querendo uma mochila emprestada, meio sonolento indiquei onde estava e perguntei que horas eram… 6h30. apenas virei para o lado e me entreguei nos braços de morfeu. as 9h30 era maria izabel… dessa vez não pude voltar. mas o sonho era tão incrível, e talvez por ter acordado no meio dele, ficou comigo bom parte do dia… era mais ou menso assim:

estava eu em berlim (se era não sei ao certo… ), ladeávamos um rio… andando. e era minha segunda visita à cidade. acho que era carnaval ou algo assim… sei que era dia de festa. e havia estado na virada de ano por lá – eu cometei isto com alguém dentro do sonho. e eu não falava nem alemão, nem inglês… falava um português diferente e bonito. e acordei enquanto falava francês ao ouvido de alguém. não era um sonho erótico, mas havia um quê de sedutor na iluminação das ruas à noite e na cena toda… uma rua, um mercado – destes tipo posto de gasolina ou mercadinho de filme… a luz da iluminação da noite/ou amanhecer ou final de tarde/ era um incrível tom de verde hera/abacate com amarelo âmbar. e andava com pessoas agradáveis vestidas de vermelho. senti no sonho a mesma sensação de bem estar que me animou o dia de ontem pela manhã, algo do tipo… uma sensação de clareza e realização. de estar bem. ainda estou com aquela vontade de voltar ao sonho.

17h41. mas agora ‘bora tomar banho e ir para escola. pois ainda há três aulas até as 22h.

mas antes de ir além… duas canções do dia:

e vamos com calma. respeitando o tempo da vida. o que é para ser… faremos e assim será.

%d blogueiros gostam disto: