limpeza pesada…

[dom] 11 de janeiro de 2015

janeiro começou…
e vai longe…
a embaúba¹ que {re}plantei dia primeiro deu seu primeiro sinal de vida… brotaram folhas novas. ontem choveu e a terra que andei a revirar para instalar a piscina inflável tornou-se lama… e ainda falta mais uma semana, no mínimo, de pequenas intervenções… cava aqui, aterra ali, planta grama lá, organiza acolá… e não fiz o texto sobre a diversidade como problema pedagógico, até tentei… mas o que é para uma semana levo um mês… e ainda tenho que ler os cadernos de estudo e mandar a proposta de aula… até dia 18… esse negócio de ficar estudando nas férias e com um monte de gente na casa… não é fácil.

e das coisas de izabel, na sexta-feira noite ela teve uma crise de ciúmes… esse negócio de ser gente é complicado. E esse negócio de ser pai é complicado… hoje entendo minha mãe, e a impotência que sentimos, de sentir um dos nossos passando por dolores que somente eles poderão lindar.

todo mundo tem o coração meio partido neste mundo… a vida vai fazendo isto com a gente… desgastando a nossa bruteza e nos lapidando… vai nos afiando tanto que, as vezes sem percebemos, nos cortamos em nós mesmos.

mas enfim, percebo nela algumas dores que eu sentia e sinto ainda… e é tão difícil lidar com tudo isto… que o tão pouco que eu consigo fazer não basta… não conseguimos arrancar o mal pela raiz.

e mais sobre izabel… enfim pintei o quarto dela sexta-feira. segunda ou terça comprarei cortinas e uma armário.

e quanto a mim: esse quantidade de gente circulando pela casa – meu primo, com sua família, está se hospedando por cá – não deixa eu perceber a minha solidão. e ontem foi dia de limpar a casa. mexer as coisas do lugar e lavar chão e paredes… até o teto. e ainda assim eu ainda não me sinto limpo. dê o tempo ao tempo… lide com o que der para lidar, sem sobrecarregar. e hasta…
notas de roda pé

¹ ãba’ib – e dessa lista… acho que a primeira coisa que consegui cumprir foi a embaúba.

%d blogueiros gostam disto: