o hemisfério direito do córtex

[ter] 18 de novembro de 2014

na superfície lógica deposito aleatoriedades a 40 bits por segundo (enquanto isto no consciente primitivo e submerso voamos sinapticamente a 10 milhões de bits por segundo):

*

o primitivo é criativo.

*

a manhã nasce dourada. enquanto aqui dentro da montanha… tudo ainda dorme.

*

é preciso esquecer um bocado, rememorar um mínimo passado e jogar-se ao mar. é preciso remar…

***

hoje o meu tempo foi de outros… da filha, da sobrinha, do pai, dos alunos.. mas continuo naquele movimento interno que leva a essa sensação de querer uma brecha no espaço/tempo e suspender esses compromissos todos. ou seja, não queria nada não.

**

as vezes sinto-me chovendo no deserto.
noutras… quantas vezes fui eu o deserto?

*

escola deve ser um espaço privilegiado para a subversão… para causar.

e eu causei um pouco hoje.

**

e esse ano foi um ano cheio de ideias… ideias do que não fazer, do que funciona… do que ficaria incrível se eu tivesse feito um pouco diferente.. se eu tivesse ousado… enfim, foi um ano cheio de angústias, de alguns experimentos… e de aprendizado, afinal… nem tudo está perdido, estamos a caminho de algum lugar.

*

e se me vires muito calado… é porque aprendo quando observo, me experimento internamente. me calculo… medro silenciosamente.

mas quando me vires falando do que sei… ah, é como se eu fosse outro porque cada poro, pelo, cada mínima extensão da pele é experimento vivo, repleto… e encantadoramente me desconheço… transbordo e sou outro. isto é sublime.

%d blogueiros gostam disto: