corrandes de la parella estable

[ter] 9 de setembro de 2014

não sou eu que estou fora de moda.
é a moda. disse deus minutos atrás.

acelerei… errei. calma rapaz… assim ‘cê mete os pés pelas mãos e acaba nisto, nem foi e já acabou o gás.

e sempre essa lava ardendo em fogo vivo… ou essa rocha gélida e mineral. oscilo demais. mas nem tudo esta perdido… desanima não ‘ssor… errar é o próprio caminho e dias assim repletos de questões são positivos – não são?

“jo sóc un home avorrit” e a trilha sonora da ida e da volta.

***

e a pergunta agora é como democratizar a sala de aula? perdido estou.

a solidão me gela demais…

 

%d blogueiros gostam disto: