o frio contraste

[qui] 28 de agosto de 2014

um dia frio e idiota.

ontem a marreta era simbólica, alegórica… criativa… um sonho/diálogo/ por um mundo diferente, feito por sujeitos conscientes.  ontem, valeu muito.

hoje, é a fúria do desespero… a bruta fundura da mágoa… a incapacidade de pensar de forma consciente, e apenas esmurrar até espatifar qualquer coisa… porque não se pode ainda por as mãos lá por dentro e arrancar o coração arrebentado. hoje não valeu nada, só deixou esse gosto de querer sumir deste povo daqui. é necessário qualquer distância para não deixar-se apodrecer.

%d blogueiros gostam disto: