defesa escandinava

[ter] 13 de dezembro de 2011

enfim, só.

se é o que se é. se dá o que se recebe e se recebe o que se dá. ontem choveu. ontem, ou hoje ainda… já que não dormi e as horas passam mas o fluxo consciente é uno e só será amanhã quando o descanso houver… ontem, ou hoje ainda… estive aqui por vários momentos afim de estruturar com certa lógica os pensamentos e desejos destes últimos dias. mas lá se vão doze horas e só agora – será que agora dá? – algum verbo.

enfim, só.

e amanhã, ou daqui a poucas horas, é dia de cortar cabelo, adquirir tinta para casa, tecido para o teto, tela para o sol, luminária para as leituras noturnas, pregos para a estrutura… e visitar diogo no hospital.

voltei a estudar xadrez… estou muito fraco e encontrei um companheiro enxadrista para brincar.

e tenho sentido saudade daquela vida da ufsc – principalmente quando encontro alguém que me faz recordar este momento eou principalmente nestes últimos dias – já que consertei o pc após mais de seis meses sem entrar diariamente na rede.

anseio também a vida docente e suporto a copa do próximo mês… já que é ela que me dará o sustento econômico para dezembro e janeiro. criei também um blogue para as coisas de maria izabel, uma tentativa de relatar e refletir sobre este nosso desenvolvimento enquanto filha-pai.

ando lendo makarenko, que fala sobre a educação do coletivo e isto me fez recordar várias espaços como o eiv e outros… e li livro sobre vigostki. tudo isto fez sentido para mim e penso em tentar o mestrado para educação. e até um curso de pedagogia… quem sabe em 2012. e sobre as ciências sociais… animo zero e nenhuma motivação para voltar e terminar o bacharel.

em novembro terminei de cavar e plantar e criei um jardim que cada dia fica mais bonito. é mágico ver a vida transformando-se cotidianamente. e a meta de 2012 é quitar o financiamento da casa e iniciar a ampliação estrutural da mesma e o necessário o sistema de tratamento de águas. mas no inverso de outros vou tentar uma vaga para o curso técnico de saneamento neste próximo domingo para eu mesmo projetar e executar. isto faz parte de um possível caminho a se trilhar futuramente já que me atrai muito a perspectiva de trato com uma tecnologia ecologicamente esclarecida e possível e quem sabe trabalhar no processo de educação ambiental… mas tem muito tempo pela frente ainda e muitos dias se passarão.

estou sozinho, tirando o paulo – colega de casa – e minha mãe, me falta aquelas conversas e as descobertas que os seres humanos são capaz de nos proporcionar. me cerquei numa rotina de casa-trabalho… onde só a leitura me tira do lugar comum que envolve todos no mesmo senso comum. sinto-me débil por este lado. pela ausência destes espaços efervescentes e também pela preguiça de movimentar-me. mas sinto-me bem por estar em paz, lendo bastante, realizando as pequenas coisas do cotidiano e convivendo mais próximo com meus familiares… tentando de alguma forma modificar a vida destes e a minha, lhes ensinando e aprendendo no mesmo processo. mas apesar deste ano ter sido muito bom e de um longo aprendizado não sei se suportaria viver nesta mesma rotina… quero agito, quero gente, quero experiências novas. quero viajar…

quem sabe voltar a escrever… já que há meses não brota um verbo deste bardo seco.

só pó de estrelas… um dia inteiro ouvindo jorge. isto é muito bom. fim da transmissão. até mais.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: