a viagem do elefante

[seg] 9 de maio de 2011

ontem, desde a hora que acordei até ir morrer na cama, os poucos momentos em que não fiquei em pé foram nos tantos minutos para umas cervejas e nas duas horas e pouco em que me encantava com josé e pilar.

foi um dia agitado. dia corrido assim escapando de mim. cheio destes pequenos aflitos. e que terminou num bom e longo passeio pela orla de santo antonio de lisboa à sambaqui sob a lua, e a lucidez de josé e a paixão de pilar.

«é uma metáfora da vida humana» «O “elefante que tem de andar milhares de quilómetros para chegar de Lisboa a Viena, morreu um ano depois da chegada e, além de o terem esfolado, cortaram-lhe as patas dianteiras e com elas fizeram uns recipientes para pôr os guarda-chuvas, as bengalas, essas coisas» «Quando uma pessoa se põe a pensar no destino do elefante (…) no fundo, é a vida de todos nós. Nós acabamos, morremos, em circunstâncias que são diferentes umas das outras, mas no fundo tudo se resume a isso» josé saramago.

e hoje: foi um dia pensativo. onde o meu único compromisso foi estar bem comigo e com os estão próximos. houve tempo até para escrever aqui. que sigamos assim… fazendo da vida um pouco mais do que a própria vida já é.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: