primo movimento, allegro con brio

[qua] 17 de novembro de 2010

DA OBSESSÃO RACIONAL SOBRE UM TEMA

***

A Língua tem som / e sentido… Gosto / e gasto o sal / na sua língua // A mesma, e distinta, língua. / A tua língua que te faz humana // E antes da língua / Seríamos música? / Seríamos, sem tradução, / expressão pré-verbal, / de nós, animais sem coda.

DESTE TRABALHO DE [IN]VENTAR-SE

***
“reconheçamos que o estudo dos mitos nos conduz a constatações contraditórias. Tudo pode acontecer dentro de um mito; dir-se-ia que a sucessão dos acontecimentos não está subordinada a nenhuma regra lógica ou de continuidade. Entretanto, esses mitos, arbitrários na aparência, se reproduzem com os mesmos caracteres, e frequentemente com os mesmos detalhes, nas diversas regiões do globo. Daí o problema: se o contéudo do mito é inteiramente contigente, como explicar que, de uma extremidade à outra da Terra, os mitos se assemelhem de tal forma? […]” Antropologia Estrutural. Claude Lévi-Strauss.

DE L-S
***

“A antropologia como um lastro para reflexão sobre as variações culturais e a invariância.”

“Não se enganem, a antropologia é pretensiosa. Ela pretende falar do humano.”

“Campo é improviso. É trabalhar loucamente, é tocar loucamente [como o faz um jazzista].

DAS AULAS DE TEORIA ANTROPOLÓGICA

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: