exercícios da tarde e da noite

[ter] 19 de janeiro de 2010

da tarde entre as árvores

“eu homem de quase trinta,
pareço mais de trinta,
brut

e suave, quereria
teus cinqüenta de mulher
suave”

da noite entre as palavras

como um tiro sem pensar
me atiro nesse desejo
de trocar palavras, goles e línguas

como um tiro, rasgo a carne e
deixo o vinho escorrer pelo peito…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: