istanbul (not constantinople) ou a carcaça de soutine

[qua] 18 de outubro de 2017

sArtist: Trevor Horn Orchestra
From: Mona Lisa Smile OST

Istanbul (Not Constantinople) // Istanbul was Constantinople / Now it’s Istanbul, not Constantinople / Been a long time gone, Constantinople / Now it’s Turkish delight on a moonlit night / Every gal in Constantinople / Lives in Istanbul, not Constantinople / So if you’ve a date in Constantinople / She’ll be waiting in Istanbul / Even old New York was once New Amsterdam / Why they changed it I can’t say / People just liked it better that way / So take me back to Constantinople / No, you can’t go back to Constantinople / Been a long time gone, Constantinople / Why did Constantinople get the works? / That’s nobody’s business but the Turks / Istanbul (Istanbul) / Istanbul (Istanbul) / Even old New York was once New Amsterdam / Why they changed it I can’t say / People just liked it better that way / Istanbul was Constantinople / Now it’s Istanbul, not Constantinople / Been a long time gone, Constantinople / Why did Constantinople get the works? / That’s nobody’s business but the Turks / So take me back to Constantinople / No, you can’t go back to Constantinople / Been a long time gone, Constantinople / Why did Constantinople get the works? / That’s nobody’s business but the Turks. // Composição: Jimmy Kennedy / Nat Simon / They Might Be Giants

***

soutine3

Carcaça de carne – Carcass of Beef Soutine, Chaïm Óleo sobre tela | (sem data) Albright-Knox Art Gallery | Buffalo – Estados Unidos Dimensões da obra: 140,3 x 107,6 cm

***

3 horas dormidas. 12 aulas em sala. 3 aulas de hora atividade. 14h30 de escola. uma carona na manhã. um curta. dicas de filme pela tarde.  um pastel e um bate-papo… e na noite… e a minha paciência com o sorriso de monalisa chegou ao fim… cansei de ver 10 vezes o mesmo filme. mas é um filme que impacta… eles gostam, prestam atenção e o papo rende…

***

e em vários momentos do dia pensei várias coisas. uma delas é a como eu sou desorganizado, uma confusão… uma bagunça… oscilando entre tentar agradar e me encaixar nessa porra de sistema e do outro lado mandando tudo a merda, na minha caótica resistência.

mas guarda isso, no meio do teu caos, dessas coisas que aparentemente não fazem sentido… tu ainda encanta algumas dessas pessoinhas que passam pelo teu dia, e marca elas, e isto já basta. foi isto que te animou, é isto que te anima. ‘guenta rapaz! respira.


protocolos, máscaras e papéis

[ter] 17 de outubro de 2017

trilha de fundo: sinfonias #1, #2 e #3 de beethoven.

notas feitas: do seriado de sábado/domingo/ontem (mindhunter), a seguinte passagem…

«goffman viu a conexão entre os tipos de atos ou máscaras que as pessoas usam em suas vidas ou em apresentações teatrais. na interação social ou teatral há uma área no palco onde indivíduos ou atores, conforme o caso, aparecem perante a plateia. mas tem de existir os bastidores, um lugar escondido, onde os indivíduos podem ser eles mesmos.»

e para reavivar as leituras de e. goffman… entre as várias buscas, essa nota é muito interessante, vale a leitura> «as muitas faces de uma máscara: erving goffman» de leonardo m. alves

notas da manhã: professor online em dia até que enfim (ops quase… faltam 201/202 e 203). e zerando os rascunhos neste blogue (publicando o que der e o que não der… vai para o lixo. agora, contando com este, são 1.680 entradas, desde 1999).

notas da tarde… organizar as aulas dessa semana. e a dificuldade em manter o foco. pequenos movimentos de ansiedade. não passeei com dora desde quinta-feira. não vi minha filha desde sábado.

***

‘‘Uma pessoa não pode ser humana sozinha e, aparentemente, não pode apegar-se a qualquer identidade sem o amparo da sociedade.’’ A perspectiva Sociológica – A Sociedade no Homem; BERGER, Peter.(1976,p.108)


absenteísmo

[seg] 16 de outubro de 2017

por que as pessoas faltam?

chá, cama e repouso.


keep

[qua] 11 de outubro de 2017

A letra morta naquele quadro:

É minha.

registrei assim, no keep.


Art. 206 e outros apontamentos avulsos sobre música e cinema.

[ter] 10 de outubro de 2017

das notas do dia…

#1 consciência de si… é preciso, de vez em quando fugir.

mudei [ou mantive – depende do ponto de vista] os planos, ou mesmo, adequei-os, as necessidades do dia. como o horário não mudou essa semana, como era esperado, eu mesmo mudei e faltei. dia de ato, dia de ruptura… de desobediência.

#2 conexões aleatórias e sem sentido.

me enrolo. me atraso. não me faço poema.” relendo essa frase hoje, me lançou direto para essa música aqui >> Saulo Fernandes e Paulinho Moska – Não Precisa Mudar

#3 ainda aguardando a valorização…

Art. 206. O ensino será ministrado com base nos seguintes princípios:
I – igualdade de condições para o acesso e permanência na escola;
II – liberdade de aprender, ensinar, pesquisar e divulgar o pensamento, a arte e o saber;
III – pluralismo de idéias e de concepções pedagógicas, e coexistência de instituições públicas e privadas de ensino;
IV – gratuidade do ensino público em estabelecimentos oficiais;
V – valorização dos profissionais do ensino, garantido, na forma da lei, plano de carreira para o magistério público, com piso salarial profissional e ingresso exclusivamente por concurso público de provas e títulos, assegurado regime jurídico único para todas as instituições mantidas pela União;
V – valorização dos profissionais do ensino, garantidos, na forma da lei, planos de carreira para o magistério público, com piso salarial profissional e ingresso exclusivamente por concurso público de provas e títulos; (Redação dada pela Emenda Constitucional nº 19, de 1998)
V – valorização dos profissionais da educação escolar, garantidos, na forma da lei, planos de carreira, com ingresso exclusivamente por concurso público de provas e títulos, aos das redes públicas; (Redação dada pela Emenda Constitucional nº 53, de 2006)
VI – gestão democrática do ensino público, na forma da lei;
VII – garantia de padrão de qualidade.
VIII – piso salarial profissional nacional para os profissionais da educação escolar pública, nos termos de lei federal. (Incluído pela Emenda Constitucional nº 53, de 2006)
Parágrafo único. A lei disporá sobre as categorias de trabalhadores considerados profissionais da educação básica e sobre a fixação de prazo para a elaboração ou adequação de seus planos de carreira, no âmbito da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios. (Incluído pela Emenda Constitucional nº 53, de 2006)

 #4 trilha de fundo…

Liniker – Fim de Festa (Itamar Assumpção)

Ivan Lins – Deixa eu dizer ( Modo Livre, 1974).

Fim de Festa – Naná Vasconcelos e Itamar Assumpção

esse último vídeo com edição de Carol Mira, com fragmentos dos seguintes filmes:

Filmes em ordem de aparição: “Regen” – Joris Ivens (1929) “Limite” – Mario Peixoto (1931) “Emak-bakia” – Man Ray (1926) “La coquille et le clergyman” – Germaine Dulac (1926) “At land” – Maya Deren (1944) “Sunrise” – Murnau (1927) “L’Etoile de Mer” – Man Ray (1928) “Romance Sentimentale” – Aleksandrov e Eisenstein (1930)

#5 outras coisas…

Joris Ivens -> A chuva – Joris Ivens (Holanda – 1929); Joris Ivens – De Brug (The Bridge, 1928); Limite Mário Peixoto(Brasil – 1931); Não me Incomode ou Emak Bakia – Man Ray (1926)… O resto deixo pra quinta-feira…

 


sil e a outrospecção

[seg] 9 de outubro de 2017

me enrolo. me atraso. não me faço poema.

***

perdi o busão. andei… por do sol bonito.

***

quinze minutos atrasado… não preparei nada efetivamente. apenas enrolo.

***

ela me fala de seus medos. da solidão. eu apenas digo que tenho medo. pensamos em caminhar.

***

passei o dia estando e não estando. o corpo estava ali, já o pensamento… distante.

***

Fernando Pessoa – Quem passa e me olha ou me conhece mal sabe
Quem passa e me olha ou me conhece mal sabe
Vendo-me apenas um cansado e triste
O que em mim há distante disto tudo!
Como é que a negra e lúcida verdade
Pode chegar às almas
Que na luz concebem? Tudo o que vive
Ao sol deste existir e quer o sol
Brilhe sem nuvens, anuviado seja
Ou (…) — vive à luz
E não suspeita o que é a escuridão
Das cavernas da alma, esquecida
De luz e vida, e onde a existência íntima
Tem outra forma, outro ser e outro (…)
s.d.

Fausto – Tragédia Subjectiva . Fernando Pessoa. (Texto estabelecido por Teresa Sobral Cunha. Prefácio de Eduardo Lourenço.) Lisboa: Presença, 1988.

Fernando Pessoa – III – De quem é o olhar
De quem é o olhar
Que espreita por meus olhos?
Quando penso que vejo,
Quem continua vendo
Enquanto estou pensando?
Por que caminhos seguem,
Não os meus tristes passos,
Mas a realidade
De eu ter passos comigo?
Às vezes, na penumbra
Do meu quarto, quando eu
Para mim próprio mesmo
Em alma mal existo,
Toma um outro sentido
Em mim o Universo —
É uma nódoa esbatida
De eu ser consciente sobre
Minha ideia das coisas.
Se acenderem as velas
E não houver apenas
A vaga luz de fora —
Não sei que candeeiro
Aceso onde na rua —
Terei foscos desejos
De nunca haver mais nada
No Universo e na Vida
De que o obscuro momento
Que é minha vida agora.
Um momento afluente
Dum rio sempre a ir
Esquecer-se de ser,
Espaço misterioso
Entre espaços desertos
Cujo sentido é nulo
E sem ser nada a nada.
E assim a hora passa
Metafisicamente.
s. d.
«Episódios – A Múmia». Poesias. Fernando Pessoa. (Nota explicativa de João Gaspar Simões e Luiz de Montalvor.) Lisboa: Ática, 1942 (15ª ed. 1995). – 64.
1ª publ. in Portugal Futurista , nº 1. Lisboa: 1917.

***

e de quebra…

Narcisismo e depressão: “o olhar do outro define quem eu sou” | Teresa Pinheiro

 

The Empathy Museum

***

A arte de se colocar no lugar do outro para transformar o mundo Roman Krznaric. Da introspecção à “outrospecção

***

SERRES, Michel. Polegarzinha. (Trad. Jorge Bastos). Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2013. 96p.

#1

#2


young dorrit

[sáb] 7 de outubro de 2017

acordei as 5h30

tive um ataque da ansiedade… 15 horríveis minutos.

7h40 perdi o busão.

7h45 ganhei carona.

8h25 cheguei na escola. gincana… show de talentos e finais esportivas… e conversas. das conversas… com paulo a indicação deste filme:

(Brasil, 1986, 14 min). Dir.: Jorge Furtado e José Pedro Goulart.

e depois… concentrei minha conversa com três pessoas

o assistente de direção (bene), um aluno do noturno (marcus) e uma aluna (agustina) do vespertino.

do primeiro… fiquei chocado com seus comentários homofóbicos. do segundo, ouvi duas músicas e conversamos por mais de uma hora, sobre preconceito, música, família, sonhos… e da terceira, ouvi, que as aulas de sociologia tem contribuído como inspiração… ela repensa seu futuro… me sinto meio sem chão… e conversamos sobre música, crítica cultural, solidão intelectual neste mundo tão acéfalo, sociologia… Sobre Guimarães Rosa e Hans Rookmaaker. e o codinome dela é young dorrit¹, mas sobre isto não conversamos.

ROOKMAAKER, H. R. A arte moderna e a morte de uma cultura.

***

NOTA DE RODAPÉ

¹ talvez seja uma referência ao trabalho «A Pequena Dorrit» de Charles Dickens.


a mão invisível e/ou uma ponte para o futuro… sqn

[qui] 5 de outubro de 2017

acordando todo dia 6h30

levantei as 8h00.

tem ato hoje. animo para ir… é preciso encontrar.

duas novidades do pacote> ccj aprova demissão de servidor por insuficiência de desempenho (projeto de lei da senadora maria do carmo alves [dem-se] e de relatoria do senador lasier martins [psd-rs] – pls 116/2017 – complementar) e é suspensa (pelo ministro do stf, alexandre moraes, lei de sc que obriga presença de segundo professor.

fora a lei complementar nº 668, de 28 de dezembro de 2015 (estadual). e a lei nº  13.183, de 4 de novembro de 2015 (federal)… fora outras cositas mais… que embrulham o estômago só de pensar nesta sociedade protofascista¹, neoconservadora², pró-imperialista³… como o pacto de centro-‘extremadireita’, gestado, e em movimento, de articulação entre os setores da bbb⁴+mercado, capitaneados por think tanks⁵ dos cabeças-pretas⁶/mbl, os pseudo-liberais⁷.

***

12h52 pondo as contas em dia… o ato foi pro saco. e no finalzinho da manhã, tirei para ficar com dora… passeamos.

***

14h53 ouvindo zé… cantando beatles. com sono… bebendo café.

***

¹ Ação Libertária - Protofascista (ensaio 12/08/2017)
² Pesquisadora de gênero denuncia ‘movimento neoconservador’
³ Burguesia e golpismo, um caminho sem voltaA bancada BBB domina o CongressoThink Tanks: organizações por trás da guinada da direita na América LatinaMBL tira a máscara e entra firme na política partidáriaOs pseudo-liberais brasileiros (por Francisco Marshall)

mr. do pandeiro… «o cansaço me atordoa enquanto eu ando para o além…»

[qua] 4 de outubro de 2017

..

dia longo. carona de fábio. conselho de classe. avaliando e digitando notas ainda…

 »

Zé Ramalho – Canta Bob Dylan

01 – Wigwam / Para Dylan – 00:00 02 – O Homem Deu Nome a Todos Animais – 5:05 03 – Tá Tudo Mudando – 10:35 04 – Como Uma Pedra a Rolar – 14:48 05 – Negro Amor – 21:13 06 – Não Pense Duas Vezes, Tá Tudo Bem – 26:16 07 – Rock Feeling Good – 30:49 08 – O Vento Vai Responder – 35:06 09 – Mr. Do Pandeiro – 39:12 10 – O Amanhã é Distante – 45:57 11 – If Not For You – 50:49 12 – Batendo Na Porta Do Céu II – 53:56


mona lisa smile

[ter] 3 de outubro de 2017

8h55 > com exceção para algumas notas sobre o livro que estou a ler… e aguardam publicação por cá, em alguma postagem atrasada… no geral está difícil levantar da cama e fazer o básico – talvez a chuva, talvez o frio, talvez a fuga para a netflix desse final de semana, mas enfim… hoje tenho que digitar as notas, no mínimo, de todas as turmas. e até agora… nada – vontade zero. faltam três horas para sair de casa…

9h11 > …

9h34> izabel chegou… não queria estar só. ontem ela passou mal. ser pai é uma aventura… as vezes uma desventura.

23h11> sopa gelada e pão. janta ok. lembrar de registrar isto no app de planejamento alimentar. estava anotando tudo bonitinho até sexta… sábado estourei, domingo explodi… engordei um cinco quilo no final de semana (cama, pc e netflix… e comida). mas mudando de assunto… hoje, estava numa angustia danada… a obrigação/dever e a vontade… ou a falta de vontade, e aquela angustia paralisante… mas consegui, digitei tudo que tinha para digitar, e corrigi um pouco que faltava, agora só tenho alguns trabalhos de umas cinco turmas ainda e amanhã cedo termino, e se der, já digito tudo pela tarde. conselho é pela noite. mas o mote para fechar essa postagem é o filme que estou passando para as/os estudantes… o sorriso de monalisa. e a trilha…

O Sorriso de Mona Lisa

(Mona Lisa Smile, 2003)
1. Lift Thine Eyes de “Elijah” (Letra por Felix Mendelssohn-Bartholdy / Interpretada por Wellesley College Chamber Singers)

2. For the Splendor of Creation – Adaptada de “The Planets” / (Letra por Gustav Holst e Carl P. Daw, Jr. / Interpretada por Wellesley College Choir)

3. I Love Lucy  (Letra por Harold Adamson e Eliot Daniel)

4. Secret Love
(Letra por Sammy Fain e Paul Francis Webster /Interpretada por Doris Day

5. How High the Moon  (Letra por Nancy Hamilton e Morgan Lewis /Interpretada por Les Paul & Mary Ford)

6. Hoop-De-Doo  (Letra por Frank Loesser e Milton DeLugg /Interpretada por Perry Como)

7. Trio for 2 Flutes and Harp de “L’Enfance du Christ” (Letra por Hector Berlioz)

8. Would I Mind (Letra por Joe Candullo, Jack Little e Eddie Snyder / Interpretada por Steve Gibson’s Red Caps)

9. Bewitched (Letra por Richard Rodgers e Lorenz Hart / Produzida por Trevor Horn / Interpretada por Celine Dion)

10. Jesu, Joy of Man’s Desiring (Letra por Johann Sebastian Bach / Interpretada por Scottish Chamber Orchestra / Conducted by Raymond Leppard)

11. Trumpet Voluntary in D, Op. 6, No. 5 (Andante Largo) (Letra por John Stanley)

12. ‘S Wonderful (Letra por George Gershwin e Ira Gershwin / Produzida por Trevor Horn / Interpretada por The Trevor Horn Orchestra)

13. Mona Lisa (Letra por Ray Evans e Jay Livingston / Produzida por Trevor Horn / Interpretada por Seal)

14. Besame Mucho (Letra por Consuelo Velázquez / Produzida por Trevor Horn / Interpretada por Chris Isaak)

15. Murder He Says (Letra por Frank Loesser e Jimmy McHugh / Produzida por Trevor Horn / Interpretada por Tori Amos)

16. You Belong to Me (Letra por Pee Wee King, Chilton Price e Redd Stewart / Produzida por Trevor Horn / Interpretada por Tori Amos)

17. The Swan (de “Carnival of the Animals” / Letra por Camille Saint-Saens)

18. Santa Baby (Letra por Joan Javits, Phil Springer e Tony Springer / Produzida por Trevor Horn / Interpretada por Macy Gray)

19. I’ve Got a Crush on You (Letra por George Gershwin e Ira Gershwin / Produzida por Trevor Horn / Interpretada por Seal)

20. The Glow Worm (Letra por Paul Lincke, Johnny Mercer e Lilla C. Robinson / Interpretada por The Mills Brothers)

21. I’m Sitting on Top of the World (Letra por Ray Henderson, Sam Lewis e Joe Young / Interpretada por Les Paul & Mary Ford)

22. Tea for Two (Letra por Irving Caesar e Vincent Youmans / Interpretada por Doris Day)

23. Walkin’ My Baby Back Home (Letra por Fred E. Ahlert e Roy Turk / Interpretada por Nat King Cole)

24. I’m Beginning to See the Light (Letra por Duke Ellington, Don George, Johnny Hodges e Harry James / Produzida por Trevor Horn / Interpretada por Kelly Rowland)

25. No Moon at All (Letra por Dave Mann e Redd Evans / Interpretada por Brad Mehldau e Larry Grenadier)

26. By the Light of the Silvery Moon (Letra por Gus Edwards e Edward Madden / Interpretada por Doris Day)

27. Istanbul (Not Constantinople) (Letra por Jimmy Kennedy e Nat Simon / Produzida por Trevor Horn / Interpretada por The Trevor Horn Orchestra)

28. Sh-Boom (Life Could Be a Dream) (Letra por James C. Keyes, Carl Feaster, Floyd McRae, Claude Feaster e James W. Edwards / Produzida por Trevor Horn / Interpretada por The Trevor Horn Orchestra)

29. Flying Home (Letra por Benny Goodman e Lionel Hampton / Produzida por Trevor Horn / Interpretada por The Trevor Horn Orchestra)

30. The Continental (Letra por Con Conrad e Herbert Magidson / Produzida por Trevor Horn / Interpretada por The Trevor Horn Orchestra)

31. What’ll I Do (Letra por Irving Berlin / Produzida por Trevor Horn / Interpretada por Alison Krauss)

32. I’ve Got the World on a String (Letra por Harold Arlen e Ted Koehler / Produzida por Trevor Horn / Interpretada por Lisa Stansfield)

33. The Heart of Every Girl (Letra por Elton John e Bernie Taupin / Produzida por Trevor Horn / Interpretada por Elton John)

34. Smile (Letra por Charles Chaplin, John Turner e Geoffrey Parsons / Interpretada por Barbra Streisand)


«a lei universal é para lacaios; o contexto… é para os reis»

[seg] 2 de outubro de 2017

entre sábado e hoje, finalizei a segunda temporada de expanse

e vi o três episódios de star trek: discovery.

«universal law is for lackeys. context… is for kings»

e

no mais…

mofei.


хорошо!

[sex] 29 de setembro de 2017

CRI_62260

«A arte não é um espelho para refletir o mundo, mas um martelo para forjá-lo»

Vladimir Maiakovsky

el2 (1)***

acordei agora pouco. depois de 3 horas de sono… um cochilo pós janta. tenho médico logo mais… devia estar dormindo agora. mas um tumulto de coisas me abalam.

PENSAR-ME ENQUANTO ARTE. SER TRANSGRESSÃO. NÃO AJOELHAR-ME AO CAPITAL. MANDAR UM FODA-SE… USAR MINHA POESIA E MINHA ENERGIA PARA LIBERTAR-ME.

E NESSA HISTÓRIA DE POESIA/GRITO/NARRATIVA DE RESISTÊNCIA.

Slam Resistência

***

notas avulsas> resumo tedioso da semana alienada… foi tão tensa… que até dora deu roubar chinelo (e coisas que ficam pelo terreno… ela tentado chamar a a atenção… para sair da solidão). e eu me perdi em algum lugar ai nos afazeres, na rotina intensa de dormir pouco, fazer coisas, cuidar de gente… burocracias e demandas externas… esse ultimo mês mais ou menos assim. cheio. eu dando um jeito da minha vida caótica. cuidando de filha, mãe… de mim mesmo.

notas avulsas>

AGIT-PROP: O LUGAR GEOMÉTRICO DAS VANGUARDAS POLÍTICAS E ARTÍSTICAS

atualizando> dossiemayakovski/


orient

[sáb] 23 de setembro de 2017

hoje, depois de 12 anos e uns 3 meses e pouco… usei novamente um relógio (um que tem mais do que a minha idade). o orient de meu avô. para testar como fica no pulso… já que amanhã, farei um freela… e é preciso usar relógio de pulso. e esse é o único relógio de pulso da casa.

hoje, com meu pai, compramos coisas para casa… até o final do ano a obra estará pronta.

hoje, acompanhando minha mãe para o trabalho dela, tomando mate e levando a dora para passear… escorreguei num pedregulho, cai e e queimei o ombro. queimadura leve…

e ontem… deu tudo certo com minha mãezinha. agora é aguardar o resultado da biópsia.

lista de coisas: cartão-vacina de dora? palestras e rodas de conversa na escola? fechar notas e diários das duas escolas? limpar casa? limpar quintal?


midvb

[qui] 21 de setembro de 2017

enfim é quinta-feira. dia de relaxar um cadinho. repor as forças. semana intensa e pesada. mas as coisas seguem caminhando… algum fluxo.

conversei. conversar é bom. seus medos parecem que vão se diluindo… e se nada der certo, a gente inventa

ontem, foi dia cheio. audiência de conciliação. minha filha legalmente nasceu ali. e de midv foi para MIDVB.

ontem foi dia de minha filha. amanhã é dia de minha mãe.


a coragem sua redobra e tresdobra, que até espanta

[seg] 18 de setembro de 2017

quase tive um surto de pânico hoje pela manhã.

respirar fundo. mentalizar… falar, mesmo que sozinho. você é um homem adulto, com saúde, com capacidade de trabalhar e pagar suas dívidas. tudo vai dar certo.

*

ontem pensava: estabelecer compromissos (me deixam em pânico). aquela mania de fugir.

*

recebi um comentário nessa postagem, hoje,

«O correr da vida embrulha tudo, a vida é assim: esquenta e esfria, aperta e daí afrouxa, sossega e depois desinquieta. O que ela quer da gente é coragem.»

«Alguém estiver com medo, por exemplo, próximo, o medo dele quer logo passar para o senhor; mas, se o senhor firme aguentar de não temer, de jeito nenhum, a coragem sua redobra e tresdobra, que até espanta.» (p. 416)

«O senhor sabe o que o silêncio é? É a gente mesmo, demais.» (p. 458)

«Tu não acha que todo mundo é dôido? Que um só deixa de dôido ser é em horas de sentir a completa coragem ou o amor? Ou em horas em que consegue rezar?» (p. 603)

 


tetração

[dom] 17 de setembro de 2017
e no fim… não era nada disso, essas coisas abaixo, mas as escrevi e são algumas linhas. e ao cabo de escrevê-las, se me sinto melhor? não. há um aperto no peito. um desconforto.

nada claro. há um desconforto, mas não sei exatamente como ordená-lo.

#1 estresse com a mãe de minha filha. quarta-feira tem audiência de conciliação. alguns anos atrás entrei com um pedido de inclusão de paternidade. e a figura, toda enrolada, está pensando em não ir na audiência. eu fico pensando… que porra de karma é esse. minha filha é uma das coisas mais importantes que ocorreram na minha vida, a presença dela, me fez sofrer muito, reorganizar planos, reestruturar uma vida, mas me fez crescer muito. sou um cara melhor, sendo pai. mas a mãe dela… é um peso.

#2 fiz um empréstimo… atrelado ao desconto em folha, mas para um salário de 40 horas. não é garantido que eu tenha 40 horas ano que vem. no sábado acordei estressado, tive um pesadelo. que puta sufoco… pelo próximo 5 anos sou obrigado a trabalhar 40 horas. e segurança é tudo que não tenho sendo funcionário público.

#3 na semana passada um maluco na minha aula resolver fechar uma baseado em sala. tive que tirar ele de sala… na sexta-feira, ouvi coisas que não gostei, fiquei mordido. preciso mentalizar coisas positivas para não perder o controle. não sou pago para certas coisas…

#4 bimestre acabando e preciso fechar as notas e digitar tudo no professor online… venho adiando tudo faz quase um mês. não dá para enrolar. tenho que resolver tudo hoje. mas a vontade que tenho é sumir.

#5 minha gata velha, a princesa, que vivia conosco desde 2006, sumiu faz 4 dias. tomara que nada tenha acontecido com ela, mas com a quantidade de cães pela rua, e pelo estado avançado dela… e pela demora em retornar… ela ia longe, mas sempre voltava toda noite. tenho medo que coisas ruins tenham acontecido com ela.

#6 vou começar a reforma na casa… finalizar a casa… certa ansiedade.

#7 meu dente tem me incomodado por estes dias.

#8 minha barriga está enorme. me pesei quinta-feira passada e estava com 108,800 kg. preciso perder 18 quilos.

#9 minha unha ainda está encravada. preciso marcar podólogo.

#10 preciso marcar médico, dentista… perdi o prazo do concurso. andei com uma vontade danada de chorar. apenas comi. e ai… tudo para dar certo e eu perdido em mim mesmo.

ps.: hoje izabel faz 13 anos. há 7 anos temos convido diariamente – é bonito ver nela alguns detalhes meus, é bonito tê-la como amiga. e já não me incomoda ver nela detalhes da mãe dela – mas se eu pudesse não precisar entrar em contato com a mãe dela, seria bem mais saudável para todo mundo. nessa próxima semana saberemos quanto tempo demorará para eu poder formalmente e legalmente chamá-la de filha.

ps2: «Em matemática, Tetração (também conhecida como hiper-4) é uma exponencial iterada»

ps3.: preciso ouvir mais músicas. preciso ver os filmes:

Uma Mulher Fantástica. Direção: Sebastián Lelio
Seven Up! Direção: Michael Apted, Paul Almond

oltrepassare la porta

[sex] 15 de setembro de 2017

das desventuras da manhã> desde terça-feira sem sair com dora. antes disso estava desde sábado sem sair com dora. havia terceirizado para minha sobrinha. já que a minha filha… empolgou-se só nos primeiros dias e depois, perdeu interesse. mas, voltando… dora gosta de passear. e hoje, agregamos a sorvete. primeira vez que ela, a sorvete, depois de quase morrer atacada pelo cão, se arrisca… saiu miando alto, dizendo… espera… vou junto nessa aventura… e lá vinha ela, meio andando, meio se escondendo no meio do mato… e eis que o vizinho acena lá de baixo e resolveu passear também… com seus dois cães, morro acima. do encontro entre os cães (dora, godzilla e a border collie que ignoro o nome) deu tudo certo, dora na coleira até ficou de boa. mas a gata deu problema… demorei-me mais do que imaginava.

das obrigações> datas registradas no sistema. algumas avaliações de algumas turmas finalizadas em parte. intensivo de recuperação em modo ativo. sair daqui e ir corrigir nota o dia inteiro.

e de ontem> encontrei diego (por acaso, na fila do banco…). quase uma década já, outro dia ele havia me enviado um email… relembrando a época de zine, poesia. precisamos marcar umas brejas. outubro quem sabe. e a quinta-feira, da minha folga da manhã, perdi-a em filas de bancos. mas deu certo… agora é só começar a obra em casa, e passar os próximos 5 anos trabalhando como uma alucinado para pagar as contas.

e para registro do papo de ontem após a aula, com o outro diego, segundo professor/interprete… Temple Grandin: oltrepassare la porta


isto fica feliz em ser útil

[qua] 13 de setembro de 2017

ao acordar cedo… o homem bicentenário. 

«01:58:57,412 –> 01:59:03,503
Como pode ver, presidente,
não sou mais imortal.
01:59:05,380 –> 01:59:07,966
Tomou providências para morrer?
01:59:08,175 –> 01:59:10,678
De certa forma, sim.
01:59:11,804 –> 01:59:15,433
Estou envelhecendo,
e meu corpo…
01:59:15,642 –> 01:59:17,978
…está se deteriorando.
01:59:18,186 –> 01:59:23,860
Como o de vocês,
vai parar de funcionar.
01:59:25,570 –> 01:59:30,534
Na condição de robô,
poderia ter vivido para sempre.
01:59:32,119 –> 01:59:38,001
Mas digo a todos vocês que
prefiro morrer como homem..
01:59:38,210 –> 01:59:42,548
…a viver eternamente
como máquina.
01:59:45,635 –> 01:59:48,472
Por que quer fazer isso?
01:59:49,598 –> 01:59:52,018
Para ser reconhecido…
01:59:52,226 –> 01:59:55,313
…por quem sou e pelo que sou…
01:59:55,522 –> 01:59:58,942
…nada mais, nada menos.
01:59:59,109 –> 02:00:02,196
Não é por fama
nem aprovação…
02:00:03,239 –> 02:00:07,035
…mas pela simples verdade
de tal reconhecimento.
02:00:07,244 –> 02:00:11,373
Foi o impulso elementar
de minha existência.
02:00:11,582 –> 02:00:15,461
Devo alcançar isso vivendo…
02:00:15,670 –> 02:00:19,007
…ou morrendo com dignidade.»

e não são nem cinco horas da manhã.

e antes das seis eu viro uma máquina… corrigir… corrigir… manhã alternada entre aulas e avaliações. corrigir… recuperar o não produzido.

tarde… aulas e avaliações. e o estresse do louco que resolve fechar uma baseado na minha aula… que merda.

noite… aulas e avaliações. ufa. fechou.

***

«Actum nihil dicitur cum aliquid superest ad agendum – Nada se diz “feito” quando resta alguma coisa a se fazer.»


o nativo relativo

[seg] 11 de setembro de 2017

«A ideia antropológica de cultura coloca o antropólogo em posição de igualdade com o nativo, ao implicar que todo conhecimento antropológico de outra cultura é culturalmente mediado. Tal igualdade é, porém, em primeira instância, simplesmente empírica ou de fato: ela diz respeito à condição cultural comum (no sentido de genérica) do antropólogo e do nativo. A relação diferencial do antropólogo e o nativo com suas culturas respectivas, e portanto com suas culturas recíprocas, é de tal ordem que a igualdade de fato não implica uma igualdade de direito ¾ uma igualdade no plano do conhecimento. O antropólogo tem usualmente uma vantagem epistemológica sobre o nativo. O discurso do primeiro não se acha situado no mesmo plano que o discurso do segundo: o sentido que o antropólogo estabelece depende do sentido nativo, mas é ele quem detém o sentido desse sentido ¾ ele quem explica e interpreta, traduz e introduz, textualiza e contextualiza, justifica e significa esse sentido. A matriz relacional do discurso antropológico é hilemórfica: o sentido do antropólogo é forma; o do nativo, matéria. O discurso do nativo não detém o sentido de seu próprio sentido. De fato, como diria Geertz, somos todos nativos; mas de direito, uns sempre são mais nativos que outros.» (excerto, do texto ‘o nativo relativo‘ de eduardo viveiros de castro).

 

***

estou lendo também:

images (1)

***

ps: não fiz nada hoje. tempo corre… parar tudo agora e ir corrigir trabalhos dos terceiros anos. pra ontem.

 


da trilha do morro do rapa ao sol vermelho

[dom] 10 de setembro de 2017

acorda cedo. prepara… corre para não perder o busão. espera no 10 minutos no terminal 1, pega busão…. espera meia hora no terminal 2. pega busão… chega. mirante da brava. 10h30. sem fôlego no início… pista de parapente… acelera para não cair no meio dos turistas/trilheiros… 1300 metros… toma trilha lateral… desce. chega na ponta do bota. espeta-se todo nos gravatá. rochedo altíssimo. visual incrível. volta.. subida tensa… trilha do morro do rapa… avança, rochedo de rapel, incrível…. desce, pedra do golfinho, sensação de liberdade, ponto extremo norte da ilha – para e contempla, escala o costão, relaxa… acompanha a força do mar. retoma a trilha… avança… faltam 300 metros. lagoinha do norte. trilhas da ponta do rapa/da ponta do bota feitas (3,5 km) 12h45. caminha… até ponta das canas… 1,8 km…. se eu soubesse… bar fechado… caminha mais um pouco… se eu soubesse… mais 1,8 km e volta para o mesmo. para tudo e toma umas brecha. fica de boas… celular perdido… faz mais uma volta de 1,8km para ver se acha o celular… nada… faz mais 1 km e espera o busão. 17h00… dia voou. volta…. fim do dia bonito, sol vermelho. terminal 1. uma espera de 10 minutos. busão… terminal 2… próximo só daqui a 40 min… caminha… 3,3 km…. noite… chega em casa. ótimo dia. fora a noia de ficar andando em círculos… foi um dia especial e muito bacana.

exaustão. 14km andados… 11h fora de casa. conheci o ponto extremo norte da ilha. mais duas trilhas feitas e algumas estorias para rir no futuro. ótimo dia.

rapa


twilight struggle

[sáb] 9 de setembro de 2017

21105829_10155631260632354_6598904827607693041_n

 

enfim… duas parcerias e aprendi a engenharia básica.

fundamental foi o vídeo twilight struggle: on session do canal meeple maniacs.

é divertido.

 

e amanhã. é dia de trilha.

 


ウオリアーズ

[seg] 4 de setembro de 2017

da manhã: me demorei. corpo exausto por mexer na terra ontem.

da tarde: chegaram as estampas da printerama e numa delas a palavra guerreiros [ウオリアーズ] em katakana (ps: as caixinhas de embalagem… lindas. e há botons) chegou também o ultimo livro da amazon… cultura e personalidade. meu pc tem travado demais… em modo desinstalação e limpeza. contas pagas, eou agendamento feito, e agora falta dindin. não digitei as notas, e os diários… e nem corrigi as avaliações. e já são 13h35. e eu mó querendo ficar em casa… a toa… argh. não fui ver o empréstimo, resolver isso logo. nem comprei a bota/calça para trilha… ver isso até quinta-feira. a

da noite: por editar. tesão e papo sobre loucuras. aulas monótonas. cabeça inflamada, e ínguas na nuca?!

 


motoko kusanagi

[sáb] 2 de setembro de 2017

minha primeira compra da china.

pimenta demais faz a gente cozinhar por dentro.

dois filmes hoje:

‘star trek: generations’ e ‘ghost in the shell’.

nota mental. não deixar nada passar de amanhã. digitar aulas e notas/montar casa/preparar aulas para final do bimestre…

TENHO QUE PARA DE COMPRAR CAMISETAS COMPULSIVAMENTE.

 

 

 


me sinto um peixe fora do aquário…

[sáb] 26 de agosto de 2017

dados do dia:

a manhã foi de Dora. a tarde de Dorinha também… e dei uma mão para meu pai. essa noite será de faxina e/ou digitação das aulas. tantas faz.

21077645_10155626978662354_520958719567589371_n

amanhã farei casinha para dora. prepararei aulas para semana. e o que eu decidi não fazer nessa noite

e sobre o futuro… sei nada não. apenas incertezas. mas estou leve…

e para registrar as canções bonitas… que ouvia pela manhã… desses seres que cantam demais.

Sem Nome Mas Com Endereço, por Liniker.
Elza Soares - Mulher do Fim do Mundo.
Letra e música de Romulo Fróes e Alice Coutinho.
Francisco, el hombre - Triste, Louca ou Má
Johnny Hooker (part. Liniker) - Flutua
Johnny Hooker - Amor Marginal
Liniker - Fim de Festa (Itamar Assumpção)
Paulinho Moska & Jorge Drexler - Lágrimas de diamantes
Liniker - Calmô

dora

[sex] 25 de agosto de 2017

notas da manhã:

as manhãs são de dora.

notas da tarde:

as tardes são de aulas… Mais-valia e ética protestante.

notas da noite:

hip hop e mais-valia. [improvisei uma dinâmica… ficou interessante, formular melhor]

 

 


sim, inverno, estamos vivos.

[qui] 24 de agosto de 2017

colagens da terça… que estavam engavetadas nos rascunhos>

 

poema de leminski21078676_10155628569257354_6205014117757672822_n   e a transcrição do poema aqui: no letras em alto e bom som

***

e agora um exercício inacabado meu.

As vezes eu preciso
fugir e respirar sozinho
no meio do meu silêncio vegetal.
Pois o mundo pesa,
as pessoas pesam,
minha consciência desaba.
E eu quero a pétala, o ninho,
O abismo, o abraço,as asas,
mirar fundo como um animal
***
a·zá·fa·ma 
(árabe az-zahma)

substantivo feminino

1. Actividade intensa. = AFÃ

2. Muita pressa ou intensidade na realização de algo. = AFÃCORRERIA

3. Falta de ordem. = ATROPELOBALBÚRDIACONFUSÃO

Palavras relacionadas:

“azáfama”, in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2013, https://www.priberam.pt/dlpo/az%C3%A1fama [consultado em 27-08-2017].

peloduro jess e lyudmila pavlichenko

[qua] 23 de agosto de 2017

[6h56] multitarefa. Matear enquanto organizo me. Com música feito chiclete… na mente, isso as 6h20. Acordei 6h15 com a TV ligada no volume máximo.

Não dá prá esconder / O que eu sinto por você Ara / Não dá, não dá, não dá, não dá / Só sei  / Que o corpo estremece  / As pernas desobedecem / Inconscientemente a gente dança / As mãozinhas então embalançam / Quando passa eu vou atrás / Só sei / Que o Ara Ketu é bom demais / Ê ô / Ê a ê a ô / Dancei, eu quebrei balancei, vibrei / O Ara Ketu me fez dançar / Bota as mãozinhas pro ar / Ê ô / Ê a ê a ô // Ara ketu – Ara ketu é bom demais / Compositor: Dinha (Divalda Pereira dos Santos).

[14h20] ela, helen, me chama de canto e pergunta se tenho espaço na mochila. sim, tenho. e ela me diz que tem algo que é para eu cuidar como se fosse minha vida… ela tem um presente. que ser maravilhoso. fiquei encantado.

 

[18h30] tomando café, com fábio e sabrina. das coisas boas de trampar na escola jovem, é poder compartilhar as quartas com estes dois seres. ótimos papos… chegamos em Lyudmila Pavlichenko.

[20h30] a notícia trash… as 20 horas na escola jovem não estão garantidas para o ano que vem. se quiser é tentar a sorte no concurso de remoção / e no novo concurso. pensar seriamente e uma segunda fonte de renda… professor só como bico/complementação de renda.

e na somatória do dia… fora ter saído as 7h00 e ter retornado 23h30. e ter passado o dia inteiro na escola… foi um bom e longo dia.


parcas horas [positive life]

[ter] 22 de agosto de 2017

que eu amanheça e o dia durma… achando que teria uma manhã pela frente, lembrei que há uma convocação. terça e quarta-feira serão um inferno. eu todo atravessado sem tempo pra respirar. dormindo poucas horas.

[já que enviei isto as 2h22 acreditando que não ligaria mais o pc até amanhã… e liguei, edito… e deixo o registro. parcas horas, no sentido que são escassas as horas de liberdade. interessante é a etimologia… ou mitologia.

coloquei izabel para passear com o cão.

faltei. dormi mais duas horas.

mas o interessante é o mecanismo da autoflagelação… algo do tipo, faltei, falhei, sou uma bosta, me sinto culpado, vou morrer… brincadeira, mas é um movimento similar, não nessa intensidade, mas próximo [ok, dependendo da bad trip… o movimento é isto ai mesmo, e o primeiro semestre de 2017 foi assim].

sou indisciplinado, muitas vezes displicente… e tal qual meu velho, saio a torto e direito tacando um foda-se. não sou o funcionário do mês, tampouco… o ser humano padrão. mas há sempre um ônus nessa história, há mecanismos internalizados de autocensura… [que as vezes não funcionam, aparentemente, muito bem] mas estão ali atando o nó na sua cabeça, essa noia que o prende como um cão na coleira.

a falta é um vício… meus neurônios se coçando… o que é um peido para quem está cagado?… ops… sai dessa bicho, sai da noia, vai lá e enfrenta a vida, cumpre a porção que te cabe nessa jornada.

mas eu sou uma mula empacada.

***

preciso contribuir com a garotada do projeto… nota mental: faça o favor de ouvir, ler e escrever sobre

Grandmaster Flash & The Furious Five – Superrappin

Love Bug” Starski & The Harlem World Crew – Positive Life (Instrumental)

hiphop

***

 

 

 


eclipse solar

[seg] 21 de agosto de 2017

trinta e cinco. devia estar maduro… ainda não. ganhei uma garrafa de vinho. vinho bom.

das coisas da escola: me enrolo e não mexo em nenhum papel… adiando tudo pra logo mais. quando não houver logo mais. e será somente o aqui e agora. fique pensando… gostaria muito de no próximo ano manter-me nas escolas que estou, mas se não rolar? se a vaga do jovem for para remoção/concurso? o que farei?

não sei.

e olhando para minha casa, bateu uma vontade de ir lá e financiar tudo que falta e começar a mexer… e terminar, deixar do jeito que quero… e ficar 20 anos pagando um financiamento. mas espera.

espera o quê?

e sobre a visita… dora me ocupou o final de semana e toda essa manhã… passeios, brincadeiras, limpeza… mas pelo segundo dia cagou dentro de casa… e agora foi o fim, ganhou um remendo de casinha, e o interior da casa foi interditado para ela.

há tempos não sentia esse tipo de vinculo, ser responsável por um cão.

o positivo disto é: tenho que mexer, e dar passeios, dedicação, atenção, carinho… e já fiz planos para o próximo final de semana de passear com ela… mas a visita de dora é temporária (?!), por enquanto, e se durar mais uma semana… dai faço casinha bonitinha e já posso deixá-la solta no quintal. tudo depende de sua dona.

e no hemisfério norte está rolando um eclipse total. acompanho pela web.

 


primeiro dia de dora

[qui] 17 de agosto de 2017

não é a dora aventureira…  mas ela gosta de explorar. e como ela é grande, fiquei impressionado, mas seus olhos… ela percorre os poucos metros quadrados de minha casinha sentindo os odores. e os gatos se exilaram na parte superior… ela quase latiu pra eles. não houve sintonia… todos estranhos.

mas exceto os gatos… nos demos bem com dora


%d blogueiros gostam disto: